sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Regras do Império.

Sim, temos regras de mentirinha, mas e daí? Ninguém se importa mesmo. Bom, visto os acontecimentos das ultimas postagens eu tomei uma medida que não será aceita e que nenhum dos autores vai cumprir e eu estou escrevendo aqui somente numa tentativa frustrada de piada ridícula, pois bem, ai vão as ditas cujas:

1ª: Podem sim xingar de filho da puta todo mundo que você quiser, desde que não seja chato.
2ª: Sinta-se em casa para tentar me ofender, lembre-se, eu respondo as suas ofensas.
3ª: Isso não é uma família, é um Império, só que é despotismo esclarecido, logo, não sou um imperador absoluto, mas eu sou hipócrita e nunca vou aceitar suas sugestões.
4ª: Ninguém entra na minha sala sem bater, ou põe os pés em cima da mesa, é o mesmo que pedir demissão.
5ª: Quando lerem um post do nível desse aqui e forem comentar, tenham dó da minha mãe.
6ª: Nada de futebol, corredor polonês, montinho e coisas do gênero no andar da administração.
7ª: Sábado é dia de cerveja, conversa fiada e apostas, se está achando ruim saia dessa página.
8ª: Não reclamem em público dos meus textos com teor intelectual.
9ª: Nossa opinião musical é muito mais importante, refinada e bonita que a sua.
10ª: Quem consegue ler um desses aqui até o final é um filho do Império, um filho de Lúcifer, um filho da puta, um retardado ou um gênio que me compreendeu em meu consciente perturbado. Enquadre-se.


E finalizando a postagem de hoje, eu queria completar o raciocínio do colega Alex, criançada, se você virar músico vai ser que nem esse cara aqui ó:


Agora eu lhes pergunto. Vocês realmente querem isso?

E finalizando o hino do Império do Mal.

Matanza - A Arte do Insulto

"Nada mal pra um boçal,
Retardado mental, infeliz.
Tanto quis ser o tal,
Conhecido entre os mais imbecis.

Muito bem: você tem o talento
que faz de você tão proeminente panaca,
dos que não são comuns de se ver.

Começou fazendo bobagem desde que chegou,
Não parou nem quando o bar todo esvaziou.

Bebe demais, fala demais,
mas na real não diz merda nenhuma!

Só fica aí cheio de si,
Mas não resolve as cagadas que arruma.

Enquanto você fica aí arrumando tumulto,
Eu vou me aprimorando na Arte do Insulto."


Pronto porra, agora acabou!

Ass: Robson Jr, músico, modelo e escritor, e que a propósito vai ao show do Matanza amanhã!\m/-->Pff, trocinho tosco.

1 comentários:

Kauê 5 de outubro de 2007 23:27  

Jé. Então como amanhã é dia de cerveja, vou ficar esperando o post de amanhã.

Esse blog foi feito...

Para pensadores esclarecidos, ou não...
Para poetas clássicos, ou não...
Para leitores convictos, ou não...
Para você, ou não...
Para mim, ou não...
Para sua mãe, sempre!

  © Blogger template 'Star Wars' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP