quarta-feira, 21 de abril de 2010

Tédio de quem não dorme ...

Poema de Uma Madrugada de Abril.

E ainda fabricou dentro de si
E ainda fabricou a fantasia e o ermo
E ainda fabricou dentro de si
A solidão manchando todo o mundo de medo

Ainda restaurou dentro de si
A ira do fracasso e o gozo da vitória
Ainda restaurou dentro de si
A linda imagem da verdade no espelho

" Mas viveu eternamente em lembrança
Dos malditos e dos belos
Que viveram seus grandes momentos
Como a chama da renovação
“Que é a essência do homem”.


Robson Jr.
Goiânia, 21 de Abril de 2010. 02h35min da Manhã.


Poema de uma madrugada de Abril, da Coleção: Coleção de noites de maresia em casa, grandes histórias. Ed. Ladies and Gentlemans. Goiânia, 2010.

3 comentários:

Robson Jr. 21 de abril de 2010 03:17  

Só para deixar claro:

Essa é uma réplica da formatação originado do texto que eu possuo em Word, ainda não há publiquei mas se alguém estiver interessado é só falar comigo. Mantive a fonte porque ela ajudou a criar um bom texto imaginativo. Ocasião especial ;D

Christofer Gomes Barbosa 4 de maio de 2010 21:22  

Vai durmi ...larga de se atoa rapaz....


Zuera ..parabéns ...ótimo texto

Robson Jr. 5 de maio de 2010 01:56  

Eu podia xingar você aqui, mas eu não quero... preguiça...

Esse blog foi feito...

Para pensadores esclarecidos, ou não...
Para poetas clássicos, ou não...
Para leitores convictos, ou não...
Para você, ou não...
Para mim, ou não...
Para sua mãe, sempre!

  © Blogger template 'Star Wars' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP